Últimas Notícias

Vila Autódromo Mostra ao Rio 2016 o Verdadeiro Significado do Esporte

Click Here for English

No dia 26 de dezembro, a Vila Autódromo sediou a Taça Libertadores da Vila Autódromo, um torneio de futebol para celebrar a contínua existência e resistência da comunidade, apesar da recente intensificação da pressão feita pela Prefeitura. O evento dá continuidade para a campanha #OcupaVilaAutódromo que conta com uma série de eventos, incluindo um recente festival cultural, para levar pessoas à comunidade, em apoio aos moradores. Através dessa campanha, moradores buscam mostrar que a comunidade não está abandonada e dar visibilidade à luta contra as remoções, garantindo que a “Vila Autódromo vive, existe e resiste.”

Luiz Claudio Silva entregando o troféuQuatro times, cada um com cinco jogadores, participaram da competição: Pelada da Esquerda FC, Radical Contral FC, Remo(vidas) e Vila Autódromo. 35 pessoas assistiram o evento. A atmosfera era amigável e relaxada. Após uma rodada entre todos, o Pelada da Esquerda FC venceu o Radical Contra FC na final, recebendo o troféu. O torneio foi seguido de um churrasco preparado pela comunidade, encerrando um evento agradável com ainda mais oportunidade de relaxar e socializar.

Antes de entregar o troféu, Luiz Claudio Silva, morador da comunidade há 23 anos e um dos organizadores do evento, falou sobre a contínua luta da comunidade para sobreviver diante das remoções e ameaças da Prefeitura. Segundo ele, eventos como este são importantes não só para mostrar ao mundo que a comunidade é vibrante, mas também pois “essa luta nos dá coragem, porque sentimos que não estamos aqui sozinhos e não estamos abandonados.” Esse sentimento foi refletido pelos jogadores que vieram–Miguel, do Remo(vidas) afirmou que o time veio para “jogar futebol e celebrar esse ano de resistência” da comunidade. Lucas, do Radical Contra FC elogiou a atmosfera do evento, dizendo que “somos muito bem recebidos nesses lugares.”

Campeões da Taça Libertadores da Vila Autódromo: Pelada da Esquerda FC

O evento é uma reminiscência das crescentes ideias globais ao redor do futebol para o desenvolvimento e do punk football, ambos focados muito mais na participação, inclusão e divertimento do que na competição, exclusividade ou vitória. Times como o Pelada da Esquerda FC e o Radical Contra FC são organizados para essa forma de futebol; Lucas explicou: “o time foi criado com a intenção de ser politicamente de esquerda.” Essa é uma forma diferente de fazer esporte, desafiando os jogos altamente profissionais dos Jogos Olímpicos que acontecerão no Rio em agosto. Ao invés de focar nas margens de lucro e nos altos salários dos profissionais do esporte, o foco aqui é o divertimento e a camaradagem dentro e entre times.

Com estudos mostrando repetidamente que sediar mega eventos esportivos tem pouco ou nenhum impacto nas tendências de longo prazo de atividades físicas na população, o Comitê Internacional Olímpico deveria refocar em participação e divertimento, ao invés de permitir que os “Jogos de Exclusão” sejam usados como desculpa para forçar a remoção de comunidades como a Vila Autódromo.

Luiz já está animado com a organização de um segundo torneio na comunidade, pois pessoas disseram ter gostado dos jogos, das comidas, bebidas e toda a socialização. O campo de futebol continua sendo em uma parte da comunidade a qual o prefeito afirmou repetidas vezes que não seria removida para o Parque Olímpico, que está sendo construído ao lado da comunidade. No entanto, ameaças de autoridades da prefeitura continuam pressionando os moradores que ainda estão na Vila Autódromo a sair. Se o prefeito irá cumprir suas promessas de permanência da comunidade ou não, ainda será visto.

A ceremônia de troféu e torneio de futebol: