Últimas Notícias

Frutchá-Oficina de Alimentação Consciente Viva e Vegana na CDD #RedeFavelaSustentável [PERFIL]

Perfil da Rede Favela Sustentável*

Danielle Oliveira - foto por Juliana Torres

Iniciativa: Frutchá – Oficina de Alimentação Consciente Viva e Vegana 
Contato: WhatsApp 21999714373
Ano da Fundação: 2017
Comunidade: Cidade de Deus
Missão: Oferecer conscientização e acesso à alimentação saudável e consciente, para a comunidade e a população em geral, através do conhecimento de todo o ciclo alimentício, visando a prevenção e a melhora de doenças já existentes.
Eventos Públicos: Feira de Empreendedores Sustentáveis (FES) em Jacarepaguá.
Como ContribuirConvidando a iniciativa para se apresentar em oficinas e participar de feiras de empreendedores sustentáveis para lecionar, divulgar e vender seus produtos. Solicitam-se para as oficinas doações de computador, impressora e TV para apresentação de vídeos motivacionais.

A Frutchá – Oficina de Alimentação Consciente Viva e Vegana, é uma iniciativa de Danielle Oliveira, 40 anos, moradora há 15 anos da Cidade de Deus, Zona Oeste. Danielle é culinarista em alimentação crudí-vegana (crua e vegana: alimentos crus de origem exclusivamente vegetal sem produtos de origem animal), trabalha com conservas feitas com vinagre do Kombuchá e alimentos fermentados naturalmente. Danielle busca através das oficinas e dos alimentos que produz disseminar melhores hábitos de vida para a sua comunidade, através da alimentação consciente e de habilidades práticas de cuidados com a saúde e a natureza. Ela acredita que ensinando agroecologia e alimentação saudável, pode-se melhorar a qualidade de vida na comunidade.

Danielle desenvolveu seu aprendizado através de inúmeras oficinas de meio ambiente e alimentação viva (germinação de sementes e brotos, hidratação de castanhas,consumo de vegetais crus entre outras). Deste modo, ela se capacitou a trabalhar desce do cultivo até a preparação dos alimentos para uma mudança nos hábitos. A partir do estudo e benefícios pessoais vivenciados, ela viu a importância de dividir o conhecimento com a sua comunidade, pois percebeu que há falta de informação e por isso muitos consomem alimentos industrializados, alterados quimicamente. “A comunidade tem muito a se beneficiar aprendendo mais sobre alimentação e natureza. Precisamos ter consciência de que tudo que ela tem a nos oferecer só vem a nos beneficiar”, disse ela.

Empreendedorismo, oficinas e jardins na comunidade

Danielle se capacitou como empreendedora sustentável e autônoma através de cursos realizados pelo SEBRAE e o pelo Centro de Referência da Juventude (CRJ), na Cidade de Deus. Hoje, a Frutchá participa de feiras e eventos para a promoção da saúde e sustentabilidade. A marca está presente na Feira Desapegue-se no Grajaú e na Feira de Empreendedores Sustentáveis (FES) em Jacarepaguá, além de outros eventos que promovem sustentabilidade vendendo e oferecendo oficinas, como, por exemplo, a oficina de suco de clorofila onde atuou como facilitadora no Colégio Souza Marques em Cascadura.

Seu carro-chefe é o Kombuchá–bebida levemente gaseificada obtida a partir da fermentação natural de chás adoçados por cultura simbiótica de leveduras e bactérias saudáveis–produzido artesanalmente com ingredientes naturais e orgânicos. “Todo dia degusto avaliando seu teor de fermentação. O processo tem ao todo duas etapas e pode durar até duas semanas durante o inverno”, ela conta. O elixir rico em vitamina C e nas vitaminas do complexo B possui propriedades fortes que impulsionam ações antioxidantes no organismo estimulando a flora intestinal.

Atualmente, Danielle está organizando suas oficinas de Alimentação Consciente Viva e Vegana na unidade da Cidade de Deus do CRJ. O pequeno jardim que fica na entrada da organização foi disponibilizado para Danielle desenvolver um jardim medicinal comunitário, que está atualmente em processo de construção. “Eu tenho muita energia e sou apaixonada pelos projetos que faço, tenho muita dedicação e espero passar para os outros”, ela afirmou.

Através do curso de suco de clorofila, Danielle ensina como a nutrição possibilita tratamentos naturais, redução de peso, podendo até curar possíveis infecções. “A gente aprende a se preparar para ser nosso próprio médico com o conhecimento da alimentação correta.” Danielle ressalta que uma vez que aprendemos sobre a promoção da saúde, tudo muda para melhor. Ela alerta que haja uma maior preocupação quanto às praticas de alimentação que impactam todo o funcionamento físico-mental do ser humano.

Adepta da agroecológica, ela cultiva parte de seus temperos e PANCS (plantas alimentícias não convencionais) no jardim da sua casa, e cuidando dos jardins das moradias ao seu redor. Ela cultiva mudas e auxilia seus amigos com suas próprias hortas caseiras. Danielle explica como é fundamental a escolha e a qualidade dos ingredientes para a alimentação na promoção da saúde: “Todos os ingredientes são muito bem pensados. Tudo que utilizo é natural–o chá e as frutas: o chá é chá verde e as frutas da estação”.

Danielle sonha em juntar outros profissionais, produtores locais e colaboradores para organizar a primeira feira orgânica na Cidade de Deus, com estrutura fixa, com cursos mensais sobre alimentação consciente e saudável visando levar conhecimento sobre saúde. Ela acredita que com esses eventos, as pessoas da região irão em breve se educar e procurar melhores recursos para sua alimentação.

*Frutchá – Oficina de Alimentação Consciente Viva e Vegana é um dos mais de 100 projetos comunitários mapeados pela Comunidades Catalisadoras (ComCat)–a organização que publica o RioOnWatch–como parte do nosso programa paralelo ‘Rede Favela Sustentável‘ lançado em 2017 para reconhecer, apoiar, fortalecer e expandir as qualidades sustentáveis e movimentos comunitários inerentes às favelas do Rio de Janeiro.

Cidade de Deus

Cidade de Deus