Últimas Notícias

Vila Autódromo: Uma Comunidade de Sentimentos

Click Here for English

No Rio de Janeiro, a palavra “comunidade” é utilizada de diversas formas. Pela mídia, geralmente, costumamos ouvir o termo ao se referir a alguma favela ou bairro menos favorecido de ações do poder público, porém ao procurarmos o significado em uma enciclopédia, vemos que “comunidade” também pode ser:

Comunidade¹: Estado do que é comum; paridade; comunhão, identidade; comunidade de sentimentos.

É exatamente este significado que encontramos na Vila Autódromo, uma comunidade formada em 1967 por pescadores que utilizavam a lagoa da região para o seu sustento. Mas a comunidade vizinha ao Autódromo de Jacarepaguá cresceu, e seus moradores receberam títulos de posse por suas casas, nas gestões dos então governadores Leonel Brizola e Marcelo Alencar, legitimando as moradias que ali se encontravam.

No entanto desde ano de 1992, gestão do prefeito César Maia, os moradores vem convivendo com constantes ameaças de remoção, devido a alta valorização da área onde a comunidade se encontra. Muitas já foram as justificativas usadas para as possíveis remoções, e por último alega-se que serão realizadas obras de infra estrutura para sediar as Olimpíadas de 2016.

O sentimento que os moradores de Vila Autódromo comungam é o medo. “Se você for perguntar a maioria dos moradores que tem a sua casa, ninguém quer sair da comunidade. Mas como vamos ficar assim?”, indaga Edmilson, que mora na comunidade há pelo menos 10 anos. Ele ainda diz que até na hora de reformar o sentimento é o mesmo, “Quando eu coloquei o primeiro piso na minha casa os vizinhos falaram que eu era maluco, porque a comunidade iria ser removida. Daqui a pouco eu tenho meus netos e não tenho mais condições de viver assim”.

Para Dona Lúcia o pior é o sentimento de incerteza, “Essa indecisão pelas remoções é muito complicado para agente, muito ruim”, diz a moradora que ainda afirma que prefere conviver com essa incerteza ao ser removida de sua casa, “Eu quero morar a minha vida toda assim, o que eu não quero é ser escorraçada da minha própria casa.”

Comunidade²: Conjunto de Provas unidas por interesse, hábitos ou opiniões comuns.

O que pouco se noticia na mídia é que a justificativa, utilizada pelo atual governo para remover a Vila Autódromo e seus moradores, na verdade conta com uma leve pressão por parte das Empresas de Construção Civil, que financiaram a candidatura do atual Prefeito Eduardo Paes.

Após declarar a compra de um terreno no valor de R$ 19,9 milhões para reassentar as famílias de Vila Autódromo, a prefeitura voltou atrás, devido a denúncias publicadas pelo Jornal “Estado de São Paulo”. As denúncias davam conta de que o terreno é de posse da Tibouchina Empreendimentos, empresa que pertence a Rossi Residencial e a PDG Realty, que juntas doaram mais de R$ 600 mil de um total de R$11,4 milhões, para a campanha de candidatura de Eduardo Paes. A compra do terreno foi cancelada até que um perito seja nomeado pela justiça para auditar o valor a ser pago.

Comunidade³: Conjunto de cidadãos de um Estado, de habitantes de uma cidade com afinidades sócio econômicas ou geográficas.

As investidas dessa comunidade formada por pessoas com interesses sócios econômicos distintos geraram uma ampla frente de mobilização em prol da permanência da Vila Autódromo. Liderados por moradores através da Associação de Moradores, Defensores Públicos e Voluntários foi iniciado trabalho de prestação de esclarecimentos, realização de assembleias públicas e ainda a produção de um novo cadastramento junto aos moradores, para demonstrar aos gestores públicos que além da vontade de permanecer na comunidade, os moradores querem participar ativamente das ações propostas para a região.

Para que isso aconteça é necessário que todos os esforços concentrados pelos governantes para remover os moradores de suas casas sejam revertidos em ações de utilidade pública. ”Ruas asfaltadas, esgoto, educação e saúde eles não nos propõem”, é o que diz Alcides, que assim como os outros moradores de Vila Autódromo tem um sentimento maior que os une, a esperança de dias melhores para sua comunidade.

Assista o vídeo com o depoimento dos moradores da Vila Autódromo: