Últimas Notícias

A Nova Onda no Jornalismo Global: ‘Positive News’ e Jornalismo de Soluções

Comunidades Catalisadorasorganização responsável pelo RioOnWatch–acaba de lançar o mapa da Rede Favela Sustentável (RFS) com 111 iniciativas comunitárias, na Região Metropolitana do Rio, que fortalecem a resiliência social e sustentabilidade ambiental local. O texto apresentado abaixo sobre a importância do jornalismo de soluções da pesquisadora Sophie Pizzimenti, da Universidade de Leiden, faz parte do relatório completo, “Rede Favela Sustentável: Mapeamento (2017)”, que descreve todo o processo do trabalho e os resultados obtidos.

Ao longo da última década, uma nova tendência têm se tornado evidente na mídia internacional: o compartilhamento de notícias orientadas para soluções como resposta ao desejo crescente do público por algo que diverge da negatividade típica e constante vinda da mídia. Essa onda também chega na mídia de massa, com exemplos no The Guardian, Al Jazeera, BBC e outros, mas tem sido vista com mais frequência no surgimento de novos tipos de revista, documentários e sites focando em positive news (notícias positivas) e dependendo de um crescente corpo de pesquisadores. A professora Denise Baden, do departamento de negócios da Universidade de Southampton, Inglaterra, mostra em suas pesquisas como o constante bombardeamento de notícias negativas desencoraja e dessensibiliza o público, que consequentemente se desengaja do problema sendo discutido.

Por outro lado, a implementação de positive news e notícias orientadas para soluções, aparentam levar ao leitor para outra conclusão: de interesse e engajamento. Com isso, a nova abordagem de reportagens positivas chega como uma brisa fresca para leitores que, em pesquisas diferentes conduzidas ao longo dos últimos anos, se mostram mais responsivos e inclinados a compartilhar notícias positivas ao invés de notícias negativas. Não só suas respostas e compartilhamentos são mais altos, mas os leitores mostram um desejo maior por tomar ações positivas, como explicado por Jessica Prois, editora de Good News e Impact do Huffington Post.

Além disso, positive news aparenta ter um impacto direto sobre a percepção de autoeficácia do leitor (quer dizer, o leitor deste tipo de notícia se vê mais capaz de enfrentar desafios, problemas e escolhas), como explicado por Christoph Klimmt em seu livro The Routledge Handbook of Media Use and Well-being (Manual de Uso Midiático e Bem Estar). No livro, Christoph ressalta pesquisas mostrando a alta ligação entre os tipos de notícias compartilhados por indivíduos, e seus graus de bem-estar e engajamento. Pesquisas mostram como uma “dose” constante de notícias positivas e orientadas para ação contribui para o sentimento de capacidade de agir e enfrentar desafios (diários) com resiliência. Com tom parecido, a Rede de Jornalismo de Soluções (Solutions Journalism Network) mostra como jornalismo baseado em soluções aumenta o sentimento de eficácia do público e o potencial de engajamento no tópico discutido na matéria em questão. Para a maioria de editores, jornalistas e leitores engajado nesta onda jornalística, criar uma resposta positiva do público para uma mudança positiva (na sociedade) é o principal objetivo. Como Jessica Prois disse, “Minhas histórias favoritas são as nas quais direcionamos o leitor para tomar uma ação concreta”.


RioOnWatch está seguindo este movimento, atualizando nossa linha editorial em 2017 para concentrar no jornalismo de soluções para prover ferramentas para a transformação propositiva de nossos leitores e da sociedade como um todo. Dentro desta linha estamos construindo uma série de reportagens à partir das iniciativas da Rede de Favela Sustentável para realçar a percepção positiva do público e engajamento com os projetos descritos, e para que o leitor toma iniciativa própria em prol da sustentabilidade, sendo inspirado por estes projetos.

As favelas do Rio são áreas da cidade principalmente noticiadas quando se trata de atos de violência ou, no melhor dos casos, negligência do Estado. Porém, como colocado por Lidiane Malanquini da Redes de Desenvolvimento da Maré, há uma necessidade de mudar essa narrativa orientada para violência e para sublinhar as ações positivas e iniciativas que existem dentro destas comunidades. Ao expor uma diversa gama de projetos comunitários construindo favelas cada vez mais sustentáveis  e resilientes, a série de perfis da Rede Favela Sustentável no RioOnWatch ajuda a responder por esta demanda e necessidade por jornalismo propositivo.

Leia abaixo os primeiros perfis da série Rede Favela Sustentável–em andamento:

  1. EDUCAP: Espaço Democrático e Abrangente do Alemão
  2. ReciclAção no Morro dos Prazeres
  3. Frutchá-Oficina de Alimentação Consciente Viva e Vegana na CDD
  4. O Ecomuseu de Sepetiba
  5.  Devas – Artesãs da Maré