Últimas Notícias

Zumbi Vive! Celebrando a Consciência Negra na Providência

Click Here for English

A Semana da Consciência Negra encerra, no Rio, nesta sexta-feira com ZUMBI VIVE! Um evento cheio de música, teatro e festa no Morro da Providência, a primeira favela do Brasil, que está celebrando 115 anos neste mês e que é o coração da região, possivelmente, mais significativa da história Afro-brasileira.

Conhecido como “Pequena África”, a Região do Porto do Rio de Janeiro, que inclui Providência, Morro da Conceição, Morro do Pinto e os bairros de Santo Cristo, Gamboa e Saúde; é considerada uma das regiões mais historicamente e culturalmente rica da cidade, especialmente na história dos brasileiros de ascendência africana, que, segundo o censo do ano passado, agora representam mais da metade da população.

Antes da abolição da escravatura, em 1888, estima-se que mais de um milhão de escravos chegaram ao porto do Rio de Janeiro e foram vendidos no, recentemente descoberto, complexo de comércio de escravos Cais Valongo. Após a abolição da escravatura, em 1888, e com os soldados da Guerra de Canudos, que vieram para o Rio com a promessa de receber terras, a colina com vista para o porto foi ocupada e chamada Morro da Favela. Esta primeira favela do Brasil, foi rebatizado mais tarde de Morro da Providência, e assentou-se no centro de uma região onde tradições afro-brasileiras como a capoeira, o candomblé e o samba floresceu apesar dos grandes lutas enfrentadas por essas comunidades.

Rosiete Marinho, 50, viveu na Providência toda a sua vida e é presidente da Liga de Blocos e Bandas da Zona Portuária, que está organizando o evento de sexta-feira com o apoio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos. Ela enfatiza a importância de reconhecer e comemorar a história afro-brasileira na região do Porto, dizendo: “Todos os bairros têm suas responsabilidades e suas crenças. Mas a pedra fundamental da consciência negra está aqui, é nossa. Então porque não fazer a nossa história aqui? Porque não relembrar nossa história aqui com respeito e sabedoria? Principalmente homenageando com o maior sentimento e respeito a todos esses negros que passarem pela nossa terra”.

A partir de 14:00h da sexta-feira, 30 de novembro na Quadra da Vila Portuária, que fica na Rua América na Providência, será realizada uma tarde e noite cheia de atividades e entretenimento, incluindo o samba tradicional, artesanato, serviços de ação social e performances de artistas locais. O destaque do início da tarde será uma peça de teatro para crianças contando a história dos afro-brasileiros na região. “Isso vale muito porque essas crianças estão aprendendo a nossa história, que é a história deles”, diz Rosiete, “Tem muita criança que vai para escola mas não sabe de onde veio, qual é sua origem. Não é que seja sobre a sua árvore genealógica, é sobre a origem da sua vida, de onde ela nasceu”.

Rosiete, que vem organizando eventos culturais na comunidade por 32 anos, fala de como os afro-brasileiros subiram a rua hoje conhecida como Ladeira do Livramento para estabelecer a Providência. A rua inclinada costumava ser chamada de Trilha do Livramento, ou Trilha do libertar porque subi-la e estabelecer suas vidas foi visto como um caminho para a liberdade. Ela expressa um grande orgulho do que sua comunidade tem alcançado e da sua importância histórica, o que conclama um reconhecimento mais oficial. Ela teme que os turistas que visitam Providência possam apreciar a vista estonteante de 360 graus da cidade, mas não o significado histórico da favela. Ela diz: “O que eu queria é que as pessoas que viessem aqui, viessem aqui para dentro, e visem o que está acontecendo conosco. O turista vem, sobe, e diz “ah que vista linda!” mas eles não veem o que está nas costas deles”. Ela faz sugestões para um museu da comunidade: “montar uma casa, recolhendo objetos, livros e histórias e lá teriam jovens da comunidade contando essa história para quem chegasse. Isso seria original, mostrar como começamos e onde estamos. Essa seria nossa história”.

O evento chamado Zumbi Vive será nesta sexta-feira, e é o último de uma série de eventos para a comunidade afro-brasileira comemorando a Semana da Consciência Negra. Zumbi dos Palmares, foi o famoso líder do século 17, do Quilombo Palmares (assentamento de escravos fugitivos). Zumbi é homenageado como um herói nacional e um combatente da liberdade. O Dia da Consciência Negra, um feriado nacional, é celebrado em 20 de novembro, aniversário da morte de Zumbi.

ZUMBI VIVE NA Providência! Sexta-feira 30 de novembro, 14:00 às 22:00 Hs

Quadra da Vila Portuária – Rua América, 81

Quer garantir o futuro do RioOnWatch?

A doação mensal é a maneira mais sustentável e eficiente de apoiar nosso trabalho incansável e contínuo em prol das favelas do Rio. Comece seu apoio hoje mesmo. CLIQUE AQUI PARA APOIAR.