Últimas Notícias

Vila Autódromo se Mantém Firme Contra a Remoção em Negociações com o Prefeito

Click Here for English

Na quarta-feira à noite, mais de 160 moradores de lideranças da Vila Autódromo lotaram a igreja local São José Operário para discutir a sua próxima reunião com o Prefeito Eduardo Paes, no domingo. O Prefeito prometeu a permanência da comunidade em 09 de junho. No entanto, desde então, os secretários de Habitação e Meio Ambiente têm se reunido com uma comissão de moradores, planejadores urbanos da UFRJ e UFF, e defensores públicos do Estado, mostrando-lhes os planos para a construção que visa dar acesso dos transportes para o Parque Olímpico adjacente que, se concluída, eliminaria quase metade da comunidade. “O prefeito chamou essas reuniões de ‘negociações’, mas não temos sido capazes de expor o nosso ponto de vista nelas, porque, principalmente, é ele falando o tempo todo”, disse Inalva Brito da Associação de Moradores. “No domingo, só vamos precisar de uma palavra para dizer o que pensamos: Não”.

Os engenheiros e urbanistas que ajudaram a elaborar o Plano Popular para a urbanização da Vila Autódromo estavam presentes e explicaram que a nova proposta do prefeito para a comunidade não só visa remover quase a metade dos moradores, mas também pretende remover a estrada principal da comunidade e inclui uma construção de elevação de dois metros acima da superfície da comunidade em todos os lados, deixando-a altamente propensa a inundações. Projetistas técnicos do Plano Popular por sua vez, elaboraram uma resposta à última proposta do prefeito, que ainda permite o mesmo acesso às instalações olímpicas, mas sem o risco de inundação, e apenas com os poucos moradores que, de fato, querem sair de suas casas e serem reassentados, para serem reassentados em novas unidades dentro da própria comunidade.

Os moradores que falaram na reunião advertiram ao grupo que a qualidade dos apartamentos do Minha Casa, Minha Vida que a prefeitura vem oferecendo por meses não pode ser assegurada, especialmente com os recentes relatos de edifícios que sofreram inundações logo após a construção. “Pense no que você estaria deixando para trás aqui”, advertiu o pedreiro Aleide Gomez, 64. “Eu morei em várias comunidades diferentes, e Vila Autódromo é especialmente pacífica e calma. Pessoas cuidam umas das outras aqui”.

Esta reunião acompanha o adiamento, ocorrido na última sexta-feira, de uma audiência pública sobre remoções da Comissão de Direitos Humanos na Prefeitura do Rio. Quando a audiência foi cancelada 30 minutos antes do que estava programado para começar, os moradores e aliados organizaram uma “audiência popular” no subsolo da ocupação urbana adjacente Manoel Congo. Inalva Brito em seu depoimento falou longamente sobre a força contínua da Vila Autódromo.

O Prefeito Eduardo Paes chamou alguns moradores da Vila Autódromo para se encontrarem com ele no Riocentro, na manhã de domingo, 6 de outubro, às 09:00h. Um grupo de moradores e simpatizantes partirão juntos da comunidade às 08:00h para a reunião. Para mais informações consulte a página do evento no Facebook.