Últimas Notícias

Exposição Mulheres Guerreiras do MUF Busca Apoio para Realizar Tour por Todo o Brasil

Click Here for English

O Museu de Favela (MUF), um museu territorial sem fins lucrativos fundado em 2008 por líderes comunitários no Cantagalo e Pavão-Pavãozinho na Zona Sul, está promovendo uma campanha de captação colaborativa (crowdfunding) para excursionar sua exposição Mulheres Guerreiras por todo o Brasil.

Desde 2011, o Museu de Favela homenageia mulheres que são consideradas ‘mulheres guerreiras’ nessas favelas. “As mulheres podem ser indicadas por outros membros da comunidade, indicadas por um funcionário do MUF, ou nomear a si própria”, diz Rita Santos, atual gerente do projeto. Muitas mulheres homenageadas no projeto possuem histórias incríveis de resiliência e resistência e são líderes em suas comunidades.

Maria Helena

O projeto começou quando as mulheres compartilharam suas histórias durante um evento organizado pelo museu. De acordo com Rita, após o evento as mulheres continuaram a falar por horas e quanto mais mulheres compartilhavam suas histórias, mais outras mulheres se sentiam inspiradas a compartilharem as suas.

O Museu de Favela utilizou o Projeto Mulheres Guerreiras para homenagear as mulheres com uma procissão no Dia Internacional da Mulher, 7 de março, deste ano com cartazes artísticos ressaltando a história de cada mulher em destaque.

16608137508_0236e5c7fc_k

Agora o Museu de Favela iniciou uma campanha de captação colaborativa (crowdfunding), a primeira na história do museu, para arrecadar fundos para excursionar a exposição por todo o Brasil. Eles receberam convites para expor o projeto por todo o Brasil, incluindo museus em grandes cidades como São Paulo, Belo Horizonte e Fortaleza. No entanto, as instituições de acolhimento não têm um orçamento disponível para trazer a exposição para o seu público.

“Todo mundo ama o projeto Mulheres Guerreiras. Há mulheres guerreiras em todo o mundo, no México, em outros países… no Rio, no subúrbio”, disse Rita Santos. “Queremos levar esta exposição para inspirar outras regiões do Brasil e do mundo a mostrarem suas mulheres guerreiras”.

A exposição contém trabalhos de arte com a história de cada mulher e os visitantes podem ver a evolução destes trabalhos, desde o início do projeto. As obras contam a história única de cada mulher, muitas vezes com os momentos difíceis que tiveram que superar para estar onde estão hoje.

16608118828_d651d9a053_k

Sobre a campanha de captação colaborativa, Rita dos Santos disse: “Nós não estamos pedindo muito. Estamos apenas pedindo para os custos das bagagens e das passagens aéreas–o necessário para que a exposição faça o seu trajeto por todo o Brasil”.

A meta é de R$31.350. No entanto, se a meta não for alcançada os recursos serão direcionados para manter o projeto Mulheres Guerreiras e outras atividades do MUF.

Ruth Batres, um estudante da Universidade da Califórnia em Los Angeles, que está ajudando a Rita, convoca as pessoas a doarem: “Nós temos o poder de ajudar o MUF a expandir sua rede, permitindo-lhes compartilhar essas histórias incríveis com muito mais pessoas”. Há uma grande variedade de brindes disponíveis para os doadores, incluindo cartões postais, calendários e livros. A campanha está definida para terminar no dia 7 de dezembro.

Para doar para o projeto e para mais informações clique aqui.