Últimas Notícias

O contraste na educação em São Gonçalo

A cidade de São Gonçalo, uma das mais populosas do estado do Rio de Janeiro, vem pouco a pouco se desenvolvendo ao longo dos últimos anos, mas falta infraestrutura, investimento e um melhor planejamento para o crescimento da cidade. O setor de educação, por exemplo, pode-se afirmar que é um dos mais carentes de subsídios e incentivos do governo, tendo como consequência um sistema de ensino público precário quando comparado com o ensino privado.

Foram entrevistados alunos da Escola Municipal Almirante Alfredo Carlos Soares Dutra, no Bairro de Alcantara – SG e do Colégio particular Santa Mônica, no bairro Mutuá -SG. Os entrevistados apontaram uma grande diferença no perfil dos estudantes das diferentes instituições. Enquanto os alunos da escola pública protestam o sistema de ensino, os alunos da escola particular se orgulham da qualidade do mesmo. Além disso, a motivação e a compreensão da necessidade de se dedicar aos estudos também são diferentes entre eles. Alguns dados baseados nas entrevistas mostram que os pais que pagam pela educação dos filhos os incentivam e cobram muito mais por resultados.

– Não aceito que meu filho tire notas baixas. Ele não faz nada além de estudar e precisa fazer valer o que eu tenho investido para a sua formação. Mais tarde, seja lá o que queira ser, médico, psicólogo, engenheiro, publicitário… espero que ele colha frutos do que eu estou o ajudando a plantar – diz Henrique Figueiredo, pai de um aluno de uma das melhores escolas particulares de São Gonçalo, o Colégio Santa Mônica.

Por outro lado, grande parte dos pais de alunos da rede pública reconhece a carência do sistema de educação do governo. Por essa razão, eles não esperam resultados excelentes, mas não deixam de buscar sempre o melhor.

Alunos de escola pública em São GonçaloNo ensino público se tem o recurso do Plano de Desenvolvimento da Escola,  em algumas escolas do município contempladas, onde se realizam planejamento participativo e estratégico, construindo um plano de ações financiáveis para elevar a qualidade do processo de ensino e aprendizagem dos alunos matriculados; porém, segundo alguns estudantes, isso não acontece.

Por fim, pôde-se observar que a profissão dos pais influencia tanto na escolha profissional, quanto no desenvolvimento escolar dos filhos. Por exemplo: os filhos de pais com alto nível de escolaridade mostraram ser os que mais estudam e que vão optar por carreiras de nível igual ou maior que a de seus pais. Porém, os filhos que vêem em seus pais um baixo nível de escolaridade, também demonstram vontade de estudar e crescer para se tornarem pessoas de sucesso profissional.

Quer garantir o futuro do RioOnWatch?

A doação mensal é a maneira mais sustentável e eficiente de apoiar nosso trabalho incansável e contínuo em prol das favelas do Rio. Comece seu apoio hoje mesmo. CLIQUE AQUI PARA APOIAR.