Últimas Notícias

Pensão Sabor de Ana’s: Restaurante da Providência em Crise

O restaurante Pensão Sabor de Ana’s fica perto da parte de baixo do morro da Providência. Mas mesmo se ele estivesse localizada no topo, estes sabores sem dúvida atrairiam pessoas de toda a cidade pela boa comida e bom preço. Por R$10,00 o cliente tem acesso a um buffet com comida à vontade com duas seleções de uma grande variedade de carnes de churrasco. Com o cardápio mudando todos os dias os clientes continuam voltando. Frango à milanesa com arroz e feijão era tudo o que eu precisava para ver como “sabor” se encaixou bem no nome do restaurante.

O que é ainda mais impressionante do que a comida, porém, é o formidável tino comercial de Ana Maria dos Santos. Já tendo passado por muitos empregos em sua vida, Ana Maria começou sua carreira na área de alimentação fazendo refeições “para viagem”. A clientela rapidamente cresceu e ela foi praticamente forçada a abrir um restaurante. Agora, Ana Maria explica que apenas cerca de 5% de sua clientela vive na comunidade. Para um restaurante típico de favela isso é inédito. O motivo? Trabalhadores da obra do teleférico, construindo a estação na esquina, divulgaram o lugar.

Não muito tempo depois da abertura, a Ana assinou um contrato com a Hécio Gomes Engenharia para fornecer 600 refeições por dia. Isso foi possível porque o negócio foi legalizado. No entanto, a Prefeitura cancelou o contrato de construção com a Hécio Gomes, que consequentemente cancelou o contrato das refeições, apenas para substituir Ana Maria por fornecedores externos. O que a princípio parece ser um golpe baixo ficou ainda pior. Pouco antes de seu contrato ser cancelado, Ana Maria tomou um empréstimo de R$60.000 para comprar a área de cima do prédio do seu restaurante para ter uma área espaçosa com uma bela vista para a Zona Norte do Rio, algo que Hécio Gomes incentivou-a a fazer, assim seus trabalhadores teriam um lugar para comer.

O empréstimo fazia sentido. Fornecer 600 refeições por dia significaria um rápido retorno sobre seu investimento. Este era o momento perfeito para a expansão, e o governo municipal, entidade que supostamente mais encoraja o desenvolvimento econômico, deixou-a na mão.

Agora, Ana Maria, que já se mostrou uma afiada mulher de negócios, está correndo o risco de fechar seu restaurante. “É tão difícil fazer dinheiro quando você não tem nenhum para começar”, explica ela. Livre de dívida, Ana Maria poderia começar alguns de seus planos para a melhoria e expansão. A essa altura, ela mal consegue cobrir os juros e as dívidas, prejudicando-a ainda mais financeiramente. RioOnWatch originalmente cobriu a história de Ana Maria em novembro passado, cerca de quatro meses após o contrato ter sido finalizado. Desde então, pouca coisa mudou além de contas se acumulando e a possibilidade de fechamento cada vez mais eminente.

Felizmente, ainda há esperança. Ana Maria está urgentemente precisando de um micro-empréstimo, algo baseado no conceito de empréstimo de solidariedade. Este conceito, introduzido pela primeira vez pelo vencedor do Prêmio Nobel Muhammad Yunus, usa o poder da pressão social e responsabilidade das mulheres para garantir o pagamento do empréstimo. Em vez de garantias e contagem de crédito, as mulheres formam grupos de empréstimos. Um membro de cada vez toma o empréstimo. O primeiro empréstimo deve ser pago de volta, para que o próximo membro pegue emprestado. Portanto, é de responsabilidade do mutuário garantir que outros peguem o emprestimo também, e é de responsabilidade do grupo apoiar um membro com dificuldades. Com um microcrédito adequado, Ana poderia rapidamente e facilmente transformar seu negócio, apesar de não ter crédito no mercado. Ela usaria o dinheiro para pagar contas e cobrir a dívida de seu empréstimo canceroso. Uma vez feito isso, “eu posso começar de novo. O negócio estava indo muito bem até que tudo isso aconteceu comigo… Eu paguei o meu primeiro empréstimo em três meses.” Ana Maria está atualmente no processo de organização de um grupo de solidariedade com outras empresárias da comunidade. Elas, no entanto, ainda estão precisando do financiamento.

A Pensão Sabor de Ana’s estava planejando adicionar um quiosque de lanches na área portuária revitalizada da cidade, bem como melhorar seu restaurante, com reparos no telhado e banheiros. Dado a oportunidade, o negócio poderia levar grande vantagem nessa década do esporte, e do turismo crescente na Providência. Mas infelizmente neste momento parece que a Ana será forçada injustamente a assistir da bancada.

Por favor, demonstre seu apoio à Ana Maria curtindo a página do seu restaurante no Facebook.

Quer garantir o futuro do RioOnWatch?

A doação mensal é a maneira mais sustentável e eficiente de apoiar nosso trabalho incansável e contínuo em prol das favelas do Rio. Comece seu apoio hoje mesmo. CLIQUE AQUI PARA APOIAR.