Últimas Notícias

Favelas Abraçam a UFRJ e Insistem no Diálogo Academia + Favela [IMAGENS]

Click Here for English

De 24 a 28 de abril, a UFRJ acolheu o Abraço das Favelas, uma semana de eventos culturais e artísticos animados por painéis de debates, exibições de filmes, yoga, teatro, dança e karaokê, entre outras performances artísticas.

Este projeto foi coordenado pelo coletivo Abraço das Favelas, que reúne moradores de diferentes favelas do Rio de Janeiro que querem (re)pensar o diálogo entre favelas e universidades. Ao reunir grupos de artistas de favelas, os organizadores tornaram visível o leque de atividades culturais e artísticas que florescem nesses bairros e articularam novos elos entre essas comunidades e o mundo acadêmico. A força deste projeto também vem do fato de que grupos de artistas e moradores de diferentes favelas (incluindo o Complexo da Maré, Manguinhos, Complexo do Alemão e Providência) se uniram para transmitir suas mensagens políticas e o desejo de discutir e de ser ouvido.

O fotógrafo Antoine Horenbeek capturou cenas de atividades de quinta e sexta-feira para o RioOnWatch:

Vozes de Quem?

Os comunicadores comunitários Naldinho do Maré Vive (Maré), René Silva do Voz das Comunidades (fundada no Alemão, hoje em diversas favelas), e Carlos do O Cidadão (Maré) falam sobre a importância das mídias alternativas e comunitárias e criticam a maneira como a grande mídia tradicional aborda as favelas.

Pacificação?

Alunos e professores do Colégio Pedro II exibem um filme que produziram em 2017, Pacificação? As UPPs e a violência no RJ, e depois conduzem um debate sobre o filme. Os participantes discutem os impactos das UPPs nas favelas com o professor do CPII João Braga, o morador e guia da Providência Cosme Felippsen (que participou do filme) e o ex-aluno do CPII Mike Ribeiro.

Em Honra à Marielle

Matheus Frazão, estudante de artes cênicas da UNIRIO e morador do Timbau (na Maré), realiza uma dança intitulada ‘Corpo Presente’. Esta poderosa performance encarna a vida e o assassinato de Marielle Franco.

Dançando em espaços da elite

O Ballet Manguinhos, uma trupe de jovens bailarinos do Complexo de Manguinhos, liderado por Daiana Ferreira dos Santos de Oliveira, orgulhosamente representa a comunidade e sua cena cultural e artística.

Cantando de coração

Karaokê das Bixas Pretas, uma intervenção artística e política criada por Carlos Marra, Felipe Dutra e Iury de Carvalho Lobo–que é particularmente atuante na Maré–conduzem uma performance humorística composta de karaokê participativo usando apenas músicas de artistas negros e/ou LGBT.

Não perca nossa matéria anterior sobre o Abraço das Favelas.

Veja o slideshow do Abraço das Favelas abaixo ou no Flickr: