Últimas Notícias

Complexo da Maré Sedia Debate com Candidatos a Prefeito do Rio

Click Here for English

No dia 15 de setembro, três candidatos a prefeito compareceram a um debate público sediado no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio. A mesa-redonda foi organizada pelo A Maré que Queremos, um coletivo de líderes de comunidades que representam as 16 favelas que constituem o Complexo. Todos os 11 candidatos foram convidados a participar, porém na noite de quinta somente três compareceram: Carlos Osório do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), Alessandro Molon da Rede Sustentabilidade (REDE) e Edson Santos, vice-prefeito de Jandira Feghali do Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Aproximadamente 125 moradores da comunidade se reuniram no Centro de Artes da Maré para o debate. Este foi o primeiro evento do tipo neste período de eleições.

A cada candidato foram concedidos cinco minutos para a introdução de suas propostas como prefeito da cidade. Posteriormente, as pessoas que participaram tiveram a oportunidade de lhes fazer perguntas diretamente sobre seus posicionamentos. Tanto as apresentações dos candidatos quanto as discussões que as sucederam focaram especificamente em interesses da comunidade, incluindo questões sobre saúde, educação, transportes e o legado Olímpico.

14292298_1172806356122902_8001039903056028363_n

Alessandro Molon enfatizou a mudança na relação entre a prefeitura e as comunidades como a Maré, a fim de criar oportunidades para os moradores. Ele afirmou que a transparência é um componente essencial dessa plataforma porque “é o melhor remédio contra a corrupção”.

O discurso de Carlos Osório se concentrou na expansão dos serviços de saúde como modo de integrar a Maré. Em relação ao legado dos Jogos Olímpicos de 2016, disse que sua administração irá se empenhar em disponibilizar as instalações esportivas às escolas e às comunidades para um maior uso público.

Edson Santos reconheceu a tendência aos investimentos na Zona Sul e na Barra da Tijuca, enquanto áreas como a Maré permanecem subdesenvolvidas. Moradia, escolas e infraestrutura são as áreas nas quais afirmou que encorajará investimentos.

Na conclusão do evento, por volta das 21h, um representante do A Maré que Queremos leu em voz alta uma lista de objetivos da comunidade, que os candidatos então assinaram como um compromisso. Essas 12 demandas se centravam em infraestrutura, incluindo práticas de planejamento participativo, a criação de espaços colaborativos e o desenvolvimento sustentável.

Quer garantir o futuro do RioOnWatch?

A doação mensal é a maneira mais sustentável e eficiente de apoiar nosso trabalho incansável e contínuo em prol das favelas do Rio. Comece seu apoio hoje mesmo. CLIQUE AQUI PARA APOIAR.