Últimas Notícias

O Papel do Pré-Vestibular Popular no Acesso ao Ensino Superior (e Lista de Cursos no Rio)

Alunos do Projeto de Educação Comunitária (PECEP), na Gávea.

“A ideia de universidade para todos não existe… As universidades devem ficar reservadas para uma elite intelectual,” essa foi a declaração do recém-demitido Ministro da Educação Ricardo Vélez-Rodriguez, em janeiro deste ano.

Atuando diametralmente ao contrário, os cursinhos populares são espaços democráticos de educação—gratuitos ou pagos com um valor simbólico—que se empenham para garantir a entrada de jovens de origem popular no ensino superior. Quando as universidades aumentaram sua oferta de vagas nas últimas duas décadas—com um novo empenho para a democratização e expansão da educação superior no país—os pré-vestibulares populares começaram a se expandir, para beneficiar jovens oriundos de escolas públicas e periferias na cidade do Rio de Janeiro.

Desde 2003 assistimos uma série de políticas públicas de inclusão educacional como o ProUni, as leis de cotas, o Financiamento Estudantil (FIES), e as bolsas de estudo e permanência. Esse movimento passou a facilitar o acesso e a estimular o crescimento das classes média e baixa no ensino superior. Segundo o site da União Nacional de Estudantes (UNE) em 1994, havia 1,7 milhão de pessoas em curso superior. Em 2014, esse número aumentou para 7 milhões, sendo 2,3 milhões (33%) de estudantes das classes média e baixa.

Em consonância com esse crescimento, um exemplo de pré-vestibular comunitário é o Curso Invest, em Botafogo na Zona Sul, que foi fundado em 1998 por ex-alunos do Colégio Santo Inácio. Eles perceberam a necessidade que muitos jovens tinham de um reforço escolar para prestar o vestibular e eventualmente o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com boas notas. Os anos passaram e atualmente cerca de 250 estudantes do curso já ingressaram na universidade, segundo o coordenador geral do projeto Getúlio Fidelis.

Esse é um dos muitos pré-vestibulares populares que existe no Rio de Janeiro e que oferece ensino de qualidade. Mais do que ter acesso ao ensino, o estímulo e acolhimento de professores e voluntários dos projetos fazem a diferença nesta etapa, que pode durar um ano ou mais.

A professora Elis Costa considera sua experiência inesquecível. “Sou eternamente grata, uma forte admiradora desses jovens, com quem não cesso de aprender até hoje. Dizem por aí que eu fui a educadora, mas a verdade é que sou eu que fui aprendiz do início ao fim”. Ela dava aulas de literatura no Pré-Vestibular Redes de Saberes que deu origem ao Pré-Vestibular Redes da Maré. Segundo divulgação, a ONG possui mais de 1000 jovens aprovados em universidades do Rio.

O que facilita a aprendizagem é o processo educacional dos cursinhos populares, que têm uma característica importante: seu formato não-tradicional. São feitas atividades extra-classe, debates e aulas participativas, estimulando a interação entre os participantes. “Considero que tivemos o privilégio de compartilhar um processo real de ensino e aprendizagem, em que o sujeito que ensina e o que aprende somam-se a ponto de se perder qualquer distância entre ensino e aprendizagem”, afirma Elis.

Ex-aluna do Pré-Vestibular Redes da Maré, Marcelle Lima, hoje publicitária formada, estudou oito meses no pré-vestibular em 2014 e passou na universidade como bolsista integral pelo ProUni. Os anos se passaram, mas o tempo não apagou suas memórias. “Além do conhecimento da matéria em si, o que me surpreendia lá era o apoio psicológico. Também ouvia depoimentos de pessoas que conseguiram [realizar sonhos] independente de onde moravam e isso me motivou muito”, conta ela.

Já no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, a estudante Priscila Cristina, 18 anos, se dedicou às aulas do Pré-Vestibular Vive, principalmente aquelas sobre política e sociologia. “No começo, achei que ia aprender coisas de colégio, mas me enganei. Ali eu aprendi a enxergar o mundo com outros olhos e os professores sempre acreditaram em mim. Diziam que a universidade era o nosso lugar, pois é direito nosso”, conta. Priscila foi aprovada para sociologia na UFF em 2019.

Danielle ministrando aulas no Pré-Vestibular UniFavela, na Maré. | Foto: Divulgação

Danielle Figueiredo, com 24 anos, passou três anos se dedicando ao Pré-Vestibular Redes da Maré e hoje coleciona várias aprovações: Senac, UFRRJ e UERJ. Estuda na UERJ como cotista do curso de história e é educadora voluntária do Pré-Vestibular UniFavela, um projeto criado por jovens universitários. “Impactar a vida das pessoas é o principal objetivo de eu estar cursando uma licenciatura. Afinal, a educação deve ser libertária sempre”, conta.

O esforço dos jovens das comunidades e periferias não termina quando conseguem vaga na universidade. A permanência também é uma questão. Em menos de um mês de governo, o novo Ministro da Educação Abraham Weintraub declarou que haverá corte de verba das universidades federais. Porém, no meio de tanta incerteza, os pré-vestibulares populares continuam sendo uma alternativa para quem acredita na educação como ferramenta de mudança.

Confira a lista de alguns dos pré-vestibulares populares no Rio: 

Pré-Vestibular Comunitário UniFavela (Maré)
Contato: unifavelacontato@gmail.com

Pré-Vestibular Comunitário ANF (Centro)
Contato: prevestanf@anf.org.br

Curso Pré-Vestibular CEASM (Maré)
Contato: contato@ceasm.org.br

Pré-Vestibular AfroEducando (Cidade de Deus)
Contato: prevest.afroeducando@gmail.com

VIVE – Vila Isabel Vestibulares (Morro dos Macacos)
Contato: robertogeog@gmail.com

Pré-Vestibular do Cerro Corá (Cosme Velho)
Contato: prevestcerro@gmail.com

Pré-Vestibular Invest (Botafogo)
Contato: curso.invest@yahoo.com.br

PECEP – Projeto de Educação Comunitária (Gávea)
Contato: contatopecep@gmail.com

Curso Pré-Vestibular Redes da Maré (Maré)
Contato: redes@redesdamare.org.br

Pré-Vestibular EducaAfro (Polos em todo o Rio)
Contato: educafrorio@educafro.org.br

Pré-Vestibular Comunitário Gota Social (Tijuca)
Contato: gota.social@ph.com.br

Pré-vestibular Social do CEDERJ (Centro)
Contato: vestibular@cecierj.edu.br

Curso Pré-Enem Éthos (Nova Iguaçu)
Contato: pre-enem_ufrrj@hotmail.com

Pré-Vestibular Comunitário Carolina de Jesus (Vila Kosmos)
Contato: cccarolinamariadejesus@gmail.com

Curso Vetor (Cosme Velho)
Contato: contato@vetorvestibular.com.br

Pré-Vestibular Samora Machel (Ilha do Fundão)
Contato: presamora@gmail.com

Pré-Vestibular Social Ação (Cidade Universitária)
Contato: pvsacao@gmail.com

Curso Pré-Universitário Popular da UFF (São Gonçalo)
Contato: prenoturno7@yahoo.com.br

Ação Direta em Educação Popular (Mangueira)
Contato: comunicacao.adep@gmail.com

Pré-vestibular Popular Lagoinha (Nova Iguaçu)
Contato: 
taiscogo@gmail.com

Pré-Vestibular Bom Pastor (Belford Roxo)
Contato: pvpnides@gmail.com

A jornalista Thaís Cavalcante nasceu e foi criada na Nova Holanda, uma das favelas da Maré. Ao atuar como comunicadora comunitária, decidiu cursar jornalismo na universidade e acredita no poder da informação para mudar para melhor sua realidade.

Quer garantir o futuro do RioOnWatch?

A doação mensal é a maneira mais sustentável e eficiente de apoiar nosso trabalho incansável e contínuo em prol das favelas do Rio. Comece seu apoio hoje mesmo. CLIQUE AQUI PARA APOIAR.